Corpos que se encontram,
se desejam
e se enroscam,
e enroscados pertencem um ao outro.

Bocas sedentas
que se procuram
e se calam,
e caladas dizem tudo.

Olhos que se vêem,
enxergam a alma
e encontram…
desejo, amor e paz.

Silêncio absoluto,
que sem dizer nada…
diz tudo!

Em algum momento comecei a rabiscar algo como que poemas, alguns amigos curtiram e um dia uma grande amiga resolveu publicá-los no blog de literatura do Colégio Bandeirantes, o Palavrarte em 2012/2013. A categoria Ensaios é essa minha tentativa de uma escrita criativa, mais poética… resta saber se darei conta :-)

Anúncios